Skip to content
Redação: 5 dicas indispensáv... Redação: 5 dicas indispensáveis para mandar bem na sua

• abril 25, 2019

Hoje convidamos nossa tutora Lara Gonçalves Mesquita, que cursa Medicina na UFRJ, para dar dicas para você de como mandar bem na redação 😉 Vamos lá?

1º)Utilizar áreas de conhecimento

Áreas de conhecimento são essências de um texto e ajudam a enriquecê-lo. Elas podem assumir diversas formas: podem ser um fato histórico; um livro conceituado; um conhecimento de alguma outra matéria como Sociologia, Filosofia, História, Geografia, Biologia; uma citação de algum personagem reconhecido historicamente; um dado estatístico relacionado ao tema.

2º)Ter um vocabulário rico

É sempre importante evitar repetição de termos, palavras ou expressões. Para isso, o aluno tem que ter à mão um vocabulário diverso, em que consiga expressar com diferentes palavras a tese de seu texto, objetivando defender seu ponto de vista. Caso contrário, o texto se torna repetitivo e, por muitas vezes, cansativo.

3º)Estar ligado nas notícias do Brasil e do Mundo

Na maioria das vezes, os temas trazidos pelas redações de vestibulares contêm em seu cerne uma questão atual que vem sendo discutida. Por isso, o aluno deve tentar ao máximo se informar do que vem acontecendo no planeta e as polêmicas que estão em voga, para que possa conhecer todos os lados de uma mesma discussão, e dispôr dos melhores argumentos quando for construir seu texto.


4º)Utilizar uma linguagem formal

Não é necessário escrever um texto “erudito” na hora da redação nem usar palavras “difíceis”. Todavia, é preciso evitar gírias, variações regionais, expressões populares, coloquialismos, palavras abreviadas e despreocupação com as normas gramaticais. Para isso, é recomendável ler e se espelhar em redações anteriores que receberam boas notas no exame a que se quer prestar.

5º)Organização das ideias

Por último, mas não menos importante, a palavra-chave é planejamento. Isto é, antes de sequer começar a escrever as primeiras linhas de seu texto é essencial que o aluno reflita sobre as ideias que quer transmitir e como irá encadear seu raciocínio. Com isso, é imprescindível que se separe alguns minutos para pensar e pôr no papel alguns itens como: qual será a tese defendida, que argumentos a sustentarão, qual será a proposta pro problema trazido e as áreas de conhecimento que irá encaixar para enriquecer o texto.

E aí gostou das dicas da Lara? Clique abaixo 👇🏽 para criar sua conta e tirar suas dúvidas hoje mesmo sobre qualquer matéria, inclusive Redação.

call to action tutor mundi

...

13 Benefícios que a Tutoria ... 13 Benefícios que a Tutoria traz para os seus estudos

• abril 17, 2019

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DA TUTORIA NOS SEUS ESTUDOS?

A tutoria pode ajudar você a desenvolver habilidades de estudo e aprendizado que te ajudarão na preparação para o sucesso durante toda a sua vida. Existem muitas vantagens em ter um serviço de tutoria. Veja os 13 principais benefícios de ter uma tutoria nos seus estudos que separamos para você 🤓:

1) Experiência de aprendizagem individual e única

Você terá uma experiência de aprendizado individualizada que nem sempre conseguirá em um ambiente de sala de aula. Os tutores podem personalizar as lições e atividades apenas para você.

2) Atenção um-a-um

Os tutores conhecem o seu estilo de aprendizagem individual e podem adaptar os métodos de ensino de acordo com a sua forma de aprender. Eles agem como o seu professor particular.

3) Melhora o desempenho acadêmico

A tutoria te prepara para testes e exames, enquanto os tutores trabalham com o seu filho em áreas problemáticas específicas. As suas notas e a compreensão do assunto melhorarão significativamente ao trabalhar com um professor particular.

4) Melhora a atitude em relação à aprendizagem ao colégio/cursinho

Aprender vai se tornar divertido para você. Com encorajamento e elogios frequentes, você já não se sentirá sobrecarregado ou frustrado com o colégio ou cursinho.

5) Melhora a auto-estima e confiança

A sua auto-estima e confiança aumentarão com a tutoria, dando os recursos e habilidades necessárias para que você se destaque no colégio ou cursinho.

6) Melhora os hábitos de trabalho e estudo

Através da tutoria, seu filho aprenderá os hábitos de trabalho e estudo que ele ou ela usará para a vida toda. Essas habilidades ajudarão a preparar seu filho para alcançar com sucesso os objetivos dele ou dela dentro e fora da escola.

7) Espaço de aprendizado positivo

A tutoria te oferece um ambiente livre de distrações, com menos alunos e interrupções para que você seja mais capaz de se concentrar no aprendizado.

8) Incentiva a independência e responsabilidade

Você ganhará a capacidade de fazer o trabalho da escola sozinho, sem a ajuda de outras pessoas. Você perceberá seu crescimento pessoal e aprenderá a assumir responsabilidades por seus estudos.

9) Ajuda a superar obstáculos de aprendizagem

O seu tutor vai entender especificamente qual aspecto do seu aprendizado que você esteja tendo dificuldades, seja escrever, matemática, linguagem, leitura, etc.

10) Incentiva a liberdade de fazer perguntas

Na colégio ou cursinho, nem sempre você se sente à vontade para fazer perguntas na frente dos seus colegas. A tutoria te ajudará a ficar à vontade para fazer perguntas, grandes ou pequenas, sem se sentir constrangido.

11) Melhora das habilidades sociais e comportamentais

Os serviços de tutoria ajudarão você a se tornar um melhor comunicador, formar melhores relacionamentos com seus colegas e fazer ajustes sociais e comportamentais mais positivos.

12) Desafia quem precisa

A tutoria ajuda você que se entedia fácil ou tem poucos estímulos para estudar, a atingir todo o seu potencial.

13) Prepara você para a faculdade

Você que é estudante e está indo para a faculdade, aprenderá como criar planos de estudo, desenvolver habilidades avançadas de estudo e aprender habilidades superiores de gerenciamento de tempo. Existem inúmeros benefícios de tutoria na faculdade, incluindo o reforço do conhecimento existente e ganhando uma melhor compreensão de um campo de estudo que você tenha interesse.

call to action tutor mundi

...

Aula Particular ou Tutoria O... Aula Particular ou Tutoria Online? Saiba qual é a melhor opção para você

• fevereiro 15, 2019

Desde o surgimento da internet muita coisa mudou em várias áreas como a Financeira (Nubank substituiu antigos tipos de cartão de crédito), Hospedagem (Airbnb trouxe mais opções para quem quer se hospedar além de hotéis e pousadas), Mobilidade (Uber trouxe uma opção a mais para quem não quer pegar táxi), etc. Mas na educação ainda temos modelos parecidos de ensino, como videoaulas, aulas particulares, dentre outros que mudam pouco a dinâmica de como se aprende.

 

Apesar disso surgiu recentemente uma nova forma de se aprender, que busca conectar o aluno cada vez mais com a rapidez e a eficiência da internet, por meio da tutoria online. Essa nova forma está sendo usada por empresas norte-americanas como Chegg, TutorMe, Tutor.com, e no último ano pela empresa brasileira TutorMundi. Mas antes que você busque no Google, gostaria que analisasse qual é a principal diferença entre uma tutoria online e uma aula particular. Vamos lá?

 

Tutoria Online

 

Representa um processo mais dinâmico de aprendizagem, com características únicas que trouxemos para você entender um pouco mais:

 

  1. É mais fácil de você ter respostas rápidas:

 

Se você teve um erro é bem mais fácil saber onde errou e isso pode ser muito vantajoso, visto que muitas vezes estamos enganados em relação àquilo que achamos que sabemos. E a resposta do tutor acontece muito rápido, porque você está falando com ele pelo chat em tempo real.

 

  1. Você pode chamar o tutor qualquer dia ou hora:

 

Na tutoria online você pode se divertir e aprender mais os conteúdos das matérias se tiver alguém com quem discutir e isso pode ajudar a criar novas ideias, e entender o assunto mais rápido. E o melhor de tudo: isso pode ser feito qualquer dia da semana, qualquer hora, sem limite de tempo ou de perguntas. Ou seja, você não precisa se planejar para ter aulas em determinado dia, e se não puder, ter que remarcar para outro dia quando você já nem lembra mais sobre o assunto. Pela tutoria online você aprende no seu tempo 😉

 

  1. Você não depende apenas da sua motivação e disciplina para aprender:

 

Muitas vezes estudando sozinho você vai ter que ter muito mais controle sobre si e também uma motivação extra. Com alguém te explicando pela tutoria online, pode ser mais fácil de se concentrar e prestar atenção. Ainda mais quando esse alguém não é alguém que se formou há 20 anos e não passou pela prova do ENEM recentemente. Com a tutoria online você vai estar conversando com alguém que vivenciou experiências parecidas com as suas. E o melhor de tudo: são pessoas que vieram das melhores universidades do Brasil como o ITA, IME, USP, UFRJ, UFSC, etc e passaram por um processo seletivo para poderem dar aulas no aplicativo.

 

  1. Tutoria te deixa com uma vantagem competitiva:

De acordo com o estudo do MIT, grupos de alunos foram divididos: um sem tutoria e outro com tutores. Após o fim do estudo, foi observado que os alunos que tiveram acompanhamento de tutores em uma determinada matéria, correspondiam a pessoas que tinham um QI 30 pontos a mais em relação aqueles alunos que não tiveram acompanhamento. Isso tudo em um mesmo espaço de tempo. Ou seja, estar com alguém ao seu lado é uma vantagem muito boa no aprendizado.

 

Aulas Particulares

 

Já as aulas particulares têm características que se diferenciam bastante de uma tutoria online. Buscamos trazer cada uma delas para que você possa se identificar qual dos dois modelos combina mais com você!

 

1) Você precisa marcar horários:

 

Seja a aula presencial ou virtual (por Skype, Google Hangouts, etc), para se ter uma aula particular é necessário agendar um horário com antecedência. Muitas vezes você pode ter uma dúvida sobre um assunto seja ele complexo ou não, e para entender mais sobre a matéria, é preciso esperar um tempo (que pode ser curto ou não) para que você aprenda de fato. Se por um lado você pode ganhar em ter a presença de um professor fisicamente, por outro o tempo de resposta é, na maioria das vezes, muito lento.

 

2) O preço é mais caro que uma tutoria online:

 

Quando você procura por uma aula particular, na grande maioria das vezes, você busca ajuda em uma matéria que você tenha mais dificuldade (o que não significa que você não precise de ajuda em outras matérias também). Só que o preço de uma aula de uma matéria já é alto o suficiente para que você escolha apenas uma matéria. De acordo com dados do site Superprof, uma hora de aula em média de Matemática, Química, Física ou de outra matéria sai em média R$44/hora. Se por um lado você vai aprender mais sobre uma matéria, não significa que você conseguirá fazer isso com todas por um preço que tenha um bom custo benefício.

 

3) Aulas particulares precisam de planejamento

 

Essa pode ser uma característica boa, porque você já chega com uma ideia do que pode falar com o professor. Por outro lado, para se ter aulas particulares é preciso pontualidade, e se precisar de remarcar a aula pode ser que você encontre horário em dias que não sejam compatíveis com a sua agenda. Ou seja, tem que ser tudo pensado antes.

 

4) É difícil saber a origem do professor

Por mais que em alguns sites de aula particular seja fácil de identificar quantas pessoas tiveram aulas com o professor, e as avaliações que ele recebeu, pode ser que ele não se encaixe na sua forma de aprender, por ter uma metodologia mais antiga, ou até mesmo por não dar aulas de uma forma mais dinâmica.

 

Agora que você já sabe a diferença entre os dois modelos de aprendizagem, entenda qual faz mais sentido para você!

Caso queira fazer o teste gratuito do nosso aplicativo TutorMundi, é só clicar aqui.

call to action tutor mundi

...

8 perfis de Instagram de Est... 8 perfis de Instagram de Estudos para você seguir hoje mesmo

• fevereiro 12, 2019

O Studygram, uma combinação entre as palavras “estudo (study)” e “Instagram”, em sua forma mais simples, é uma página de motivação de estudo no Instagram. Os estudantes compartilham fotos de suas anotações e espaços de estudo para inspirar os alunos ao redor do Brasil e do mundo. Se você está rolando no Instagram, quando deveria estudar para o teste na próxima semana, um post de estudo poderia te motivar a sair do celular e ir estudar! 🤓

 

O mundo do “studygramming” é uma excelente forma de aprender bons hábitos de estudo e novas habilidades de anotações – com alunos inspirando e motivando outros alunos. Alguns estudantes compartilham postagens sobre como manter um espaço de estudo organizado, onde outros professores compartilham postagens sobre como tirar notas limpas e organizadas.

 

A comunidade de “studygrammers”(como são chamados os influenciadores do Instagram focados nos estudos) é muito acolhedora e encorajadora! Além de motivar os seus seguidores, os “studygrammers” muitas vezes motivam entre si: compartilham estilos diferentes, conselhos sobre anotações de cabeçalhos, palavras encorajadoras nos comentários, etc.

 

Pensando nessa nova forma de estudo e nos impactos positivos que ela pode trazer para você que está estudando agora (seja para tirar uma boa nota na prova, seja para aprender mais sobre um assunto ou para o vestibular/ENEM), trouxemos 8 perfis de “studygrammers” que valem a pena serem seguidos hoje mesmo:

 

  1. @futura.dra.minghe: 

O perfil de estudos da vestibulanda Laura Minghe, de 19 anos, e futura estudante do curso de Medicina, ajuda principalmente estudantes que estão se preparando para o tão aguardado momento de fazer o vestibular/ENEM, com frases de motivação, dicas de estudos, como criar hábitos saudáveis para ter boa performance e mapas mentais. Clique aqui para seguir ela.

 

laura minghe

2. @ingridnamed:

Outro perfil de estudos bem interessante também é de uma futura estudante do curso de Medicina chamada Ingrid. Além de compartilhar belos mapas mentais de diversos assuntos, Ingrid também dá dicas de bons livros que merecem ser lidos, mesmo que não estejam ligados a tema de redação, mas que podem ajudar a criar conexões de aprendizado. Para seguir o perfil, clique aqui.

ingridnamed

3. @studytiips:

Com cerca de espantosos 150 mil seguidores  😱  😱  😱 ,  a estudante Laura de 18 anos compartilha em seu studygram dicas de papelaria para quem está focado nos estudos, além de ótimos planejamentos de como pode ser a sua semana de aprendizado em cada matéria. Para seguir ela, clique aqui.

studytips

4. @studygram.ml

Outro studygram que chama a atenção pelo profissionalismo e boas dicas de estudo, com resumos bem feitos sobre várias matérias. Esse perfil costuma fazer sorteios e parcerias para ajudar os seus seguidores. Para seguir ela clique aqui.

laura study

 

5. @jalecodaval:

Assim como outros perfis de estudo, Val de 19 anos, estudante da Paraíba, tem ótimos esquemas de resumos e belíssimos organogramas das matérias. Mas o que mais se destaca mesmo são as variadas fórmulas de matérias como Matemática, Física, etc. Para seguir ela clique aqui.

jalecodaval

6. @medgurlonfire: 

Esse perfil da estudante Letícia de 19 anos, da cidade de Curitiba, é bem interessante não somente pelas várias dicas de estudo, como também pela qualidade e beleza das fotos dos esquemas de estudo que ela usa em sua rotina. Para seguir ela clique aqui.

medgurlonfire

7. @studiesbella:

Apesar de ter apenas 16 anos, a estudante carioca Isabella já sabe qual é o seu objetivo com os estudos: se formar em Medicina. Para chegar lá ela se dedica bastante com resumos de Química, Biologia, Matemática, etc. E também faz algumas promoções bem interessantes. Para seguir ela clique aqui.

 

bella studies

8. @med_rabiscos:

Com uma linguagem simples e fácil de entender, a estudante de medicina Tai faz diversos mapas mentais muito bonitos e práticos sobre qualquer matéria, desde Matemática até História. Vale a pena conferir. Para seguir clique aqui.

medrabiscos

 

E você que está nos lendo agora, também tem um studygram ou segue algum que ficou de fora? Conta pra gente nos comentários 😉

call to action tutor mundi

...

9 dicas científicas que pode... 9 dicas científicas que podem te ajudar a aprender e lembrar qualquer coisa rapidamente

• janeiro 15, 2019

As pessoas, principalmente crianças e adolescentes, podem e devem praticar a habilidade de aprender se elas tiverem chances de lutar contra a vontade dos pais de serem aquilo que desejaram para elas. Mas algumas pessoas apenas estudam e pensam da mesma forma durante toda a vida, sem aprimorar os seus métodos e hábitos.

Felizmente, a ciência cognitiva tem olhado atualmente para como as pessoas aprendem e os resultados têm sido extremamente positivos. Trazemos para você nesse post algumas das dicas científicas que encontramos em relação ao aprendizado.

 

 

1 – As habilidades são mais fáceis de desenvolver como peças individuais.

 

Se você quer tocar guitarra, por exemplo, não pense em aprender tudo de uma vez. Coloque uma meta, mesmo que seja pequena, de aprendizado de alguns acordes, como colocar eles juntos.

Com o tempo, a acumulação dessas pequenas habilidades vai contribuir para a habilidade completa de tocar guitarra.

É uma técnica que se aplica ao aprendizado mecânico e também a lições baseadas em fatos.

ryoji-iwata-669950-unsplash

 

2 – Ser uma pessoa multitarefa não ajuda, principalmente para armazenar novas informações

A maioria das pessoas entende que ser multitarefa é um mito – o seu cérebro não consegue manter a mesma atenção para duas tarefas simultaneamente. Mas algumas pessoas continuam sendo multitarefa no ato de estudar.

Além de quebrar uma tarefa grande em partes menores, tenha certeza de que vai colocar total energia em cada uma dessas partes. Quando você se distrai, são necessários 25 minutos para voltar com o seu foco na atividade principal.

Com o passar do tempo, ser multitarefa significa apenas que você está entendendo parcialmente diferentes conceitos e habilidades, sem ter o domínio completo de nenhum deles.

 

chris-liverani-552011-unsplash

 

3 – Escrever o que você acabou de aprender ajuda a fixar o conteúdo na sua cabeça

Se você quer traduzir informação em conhecimento, pesquisas sugerem que você deveria escrever em um papel o que você aprendeu.

Um estudo de 2014 do Instituto Sage Journals, mostrou que estudantes que tomam notas escrevendo manualmente no papel, aprenderam mais do que estudantes que digitaram notas em seus notebooks. Após vários testes, o grupo do papel e caneta demonstrou ser mais adepto a lembrar fatos, separar idéias complexas e sintetizar informações.

Pesquisadores dizem que o ato de tocar a caneta para anotar no papel cria uma conexão cognitiva com o material, muito maior do que simplesmente digitar, que é um ato muito mais rápido, o que dificulta a sua retenção. Escrever força a sua mente a se confrontar com ideias, o que acaba contribuindo para gravar melhor os conceitos ensinados.

ilya-ilford-281346-unsplash

 

4 – Erros devem ser comemorados e estudados

Ser perfeito é subestimar a si mesmo. Aprender é fazer tentativas, falhar e encontrar a lição que você errou, para poder entender melhor um assunto.

Em um estudo de 2014 da revista Science, cientistas descobriram que o nosso cérebro tem um espaço mais ou menos reservado para os erros que cometemos. Podemos usar essas memórias depois para aprender com esses erros e melhorar nas próximas tentativas.

stephen-isaiah-1141318-unsplash

 

5 – Ser otimista ajuda você a ter sucesso

Enfraquecer os jovens com um reforço negativo pode fazer com que eles fiquem presos em uma rotina mental, cheia de dúvidas e ansiedade, ambas muito tóxicas para o aprendizado.

“A ansiedade impede você de explorar as situações e padrões de pensamento reais que podem trazer soluções para os problemas”, disse o professor de Harvard Alison Brooks.

Outros estudos da psicologia positiva, mostram também que a probabilidade de sermos bem sucedidos em praticamente qualquer coisa aumenta quando temos uma mente aberta e enxergamos espaços para melhorias.

 

6 – A velocidade de leitura pode otimizar o tempo de aprendizado

Se você consegue ler rapidamente, você consegue aprender mais rápido. Embora você possa pensar que a velocidade de leitura exige muito esforço, programas como o gratuito Spreeder aumentam o ritmo aos poucos tornando esse processo de ler mais rápido melhor.

Ao treinar o seu cérebro para processar palavras mais rápido, você se acostuma a ler blocos inteiros de palavras ao invés de pensar em cada uma individualmente, o que diminui a sua velocidade de aprendizado.

thought-catalog-233189-unsplash

 

7 – Pratique, pratique, pratique


Em 2004, um estudo publicado na revista Nature descobriu que o ato de fazer malabarismos produzia mais massa cinzenta no cérebro. Quando as pessoas pararam de fazer malabarismos, a massa cinzenta desaparecia. Não havia nada de especial no malabarismo em si, apenas a repetição.


Os neurocientistas chamaram esse processo de “poda”. Refere-se aos novos caminhos que são formados repetidamente, até o ponto em que permanecem para sempre.


Em outras palavras, as habilidades seguem o princípio: ou são usadas ou são deixadas de lado.

 

emily-reider-513130-unsplash

 

8 – Use o que você sabe para aprender o que você não sabe


Se você encontra um assunto em que têm dificuldade de lidar, é importante buscar como isso se relaciona com algo que você já aprendeu. Essa prática é chamada de aprendizagem associativa.

 

Suponha que você goste de futebol, mas luta para aprender cálculo diferencial. Se você consegue ver as semelhanças entre um passe em espiral e a inclinação de uma curva, há uma chance melhor de entender esse conceito abstrato de matemática por exemplo.

 

 

9 – Ensinar outras pessoas te ajuda a aprender mais


Quando você pega algo que você aprendeu e coloca em suas próprias palavras, você não está apenas demonstrando o domínio de uma idéia – você está aperfeiçoando a própria compreensão dela.


Quebrar as informações em pequenos pedaços que alguém pode facilmente entender, faz com que você entenda melhor o que está falando.


É por isso que os irmãos mais velhos são geralmente mais inteligentes do que os irmãos mais novos, sugeriu um estudo de 2007 – porque um dos trabalhos do irmão mais velho é transmitir conhecimento depois de tê-lo recebido.

 

lonely-planet-643027-unsplash

call to action tutor mundi

...

Como não se enganar e aprend... Como não se enganar e aprender de verdade

• janeiro 11, 2019

Todo dia alunos do ensino médio no Brasil passam ao menos 6 horas na escola, algumas outras tantas fazendo atividades fora da sala de aula, e depois vão para casa terminar o dia com mais algumas horas de dever de casa.

Um terço do tempo total de um aluno que passou a estudar e, frequentemente, uma parte significativa de sua nota, é baseada em um auto aprendizado e na maioria dos casos, sem suporte de professor particular (uma opção geralmente cara).

Através de algumas pesquisas que fizemos com alunos do ensino médio, aprendemos que, enquanto eles fazem o dever de casa, enfrentam uma série de decisões:

diagrama tm

Chegar a última decisão de “Copiar uma resposta ou colar em uma prova do colega!” não serve para ninguém – o aluno não consegue aprender bem a disciplina e vai mal em uma prova futura, o professor não está ciente de que o aluno precisa de ajuda, e o aluno recebe uma nota imprecisa que é injusta para os outros.

Precisamos fazer com que os estudantes parem de tomar a decisão 4, mas como fazer isso, considerando que a maioria das soluções educacionais que envolvem tecnologia hoje continuam dialogando com o aluno em uma via de mão única, como por exemplo uma videoaula, em que um professor fala para milhares de alunos, sem que se tenha uma conversa?

Nós podemos pegá-los nas etapas anteriores. Educadores, professores e pais estão profundamente preocupados com as mudanças no ensino e na avaliação, focando mais nas etapas (1) e (3). Como equipe do TutorMundi, temos a oportunidade de influenciar a decisão (2) – ajudando os alunos a aprenderem as disciplinas de que precisam sozinhos.

Hoje, as maneiras que os alunos aprendem sozinhos são injustas: alguns têm professores particulares, outros têm pais que podem ajudar, alguns têm amigos inteligentes, muitos não têm ninguém com quem contar. Mesmo que um estudante esteja muito motivado a aprender, é difícil fazer isso em casa sem ajuda. Se você não acredita nisso, pergunte a um professor quantos alunos podem aprender novos conceitos por conta própria a partir de seus livros didáticos. A ferramenta educacional mais dominante para os alunos é o Google, e quando os alunos fazem perguntas relacionadas ao dever de casa, o conteúdo que eles encontram é muitas vezes difícil de entender, não confiável e sem foco no ensino.

Se queremos que os alunos aprendam sozinhos, precisamos fazer melhor. Pensamos muito sobre como oferecer um serviço com foco no aluno que pudesse servir melhor quem tivesse esse tipo de dificuldade e reduzimos a três pontos principais: Acesso, Confiabilidade e Entendimento.

Acesso:


Fazer lição de casa é estressante o suficiente sem ter que passar horas procurando a ajuda certa. Buscamos ajudar os alunos a encontrar o conteúdo das matérias mais rapidamente. Veja outros pontos que trazem essa acessibilidade para quem estuda com a gente:

– Velocidade é primordial: de acordo com o Google, usuários de apps que demoram para carregar, abandonam o serviço rapidamente. Trabalhamos constantemente para fazer com que isso não aconteça e buscamos que o atendimento dos nossos tutores as dúvidas dos alunos aconteça em menos de 5 minutos dentro do nosso aplicativo.

– Permitir o envio de fotos e áudio: quando o aluno estuda, usa diversos livros, anotações, cadernos, sites para encontrar a resposta da sua dúvida. Para facilitar essa conexão entre a dúvida e a resposta a ser encontrada, permitimos que o aluno possa enviar uma foto da dúvida ou envie mensagem de voz pelo chat do nosso app.

Confiabilidade

Os alunos julgam o conteúdo educacional pelo “retorno do investimento” percebido e se perguntam: “Vou aprender o que preciso com esse conteúdo se investir o tempo?” Eles devem poder avaliar rapidamente o valor que o conteúdo traz para o aprendizado.

– Colocamos o conteúdo de forma simples: Buscamos deixar a busca pela resposta dos conteúdos o mais simples possível. Assim que o usuário entra no app, escolhe a matéria que deseja tirar dúvidas e chama o tutor que o atende rapidamente:

gif tutor mundi

– Dividimos o conteúdo em partes menores: Em nosso blog buscamos trazer as dúvidas mais comuns pelo que elas representam, e não toda a matéria de uma vez só. Um exemplo seria falar sobre Matrizes em Matemática, que seria algo bem amplo, quando trazemos o conteúdo de forma mais personalizada, como por exemplo, como usar escalonamento em matrizes:

https://blog.tutormundi.com/2018/10/18/como-usar-escalonamento-em-matrizes/

Entendimento

Finalmente, o conteúdo deve ser fácil de aprender. Um aluno que leia o conteúdo deve considerá-lo simples, envolvente e educacional, e tudo isso é afetado pelo design do conteúdo.

– Nossos tutores falam com empatia: Evitamos jargões, termos extremamente técnicos para falar de forma simples com nossos alunos. Os nossos tutores estudam em universidades concorridas como USP, ITA, IME, Unicamp e assim como os nossos alunos passaram por dificuldades parecidas para estudar para provas do colégio e vestibular. Eles sabem como os alunos se sentem, demonstram essa empatia em suas conversas e isso ajuda muito na forma como os alunos aprendem através do app.

– Mantemos as conversas simples: O que é melhor – ter uma aula de 50 minutos sobre óptica física ou tirar uma dúvida sobre um ponto específico que você não entendeu sobre a matéria? Em nossos chats buscamos trazer a simplicidade de uma conversa para um maior aprendizado

O resultado da solução educacional que criamos foi o aplicativo do TutorMundi, que já ajudou milhares de estudantes a alcançarem os seus objetivos, seja melhorando o seu desempenho em provas escolares, seja passando no curso desejado da sua universidade. Se você também sonha em ter um ensino personalizado na hora, qualquer dia e horário da semana, sem limite de perguntas e de tempo para as perguntas, crie sua conta gratuita pelo link www.tutormundi.com/login.
 

call to action tutor mundi

...