Skip to content
Quando deve se acrescentar v... Quando deve se acrescentar vírgula ao período?

• março 21, 2019

tutor:

Boa tarde Isabel

aluno:

Boa tarde. Estou com dúvida nessa questão

tutor:

Pois não

aluno:

tutor:

Você sabe qual é a resposta? Quer uma explicação mais detalhada da questão?

aluno:

Não sei a resposta. Foi de uma prova que fiz semana passada e não saiu o gabarito ainda.

Queria uma explicação

tutor:

Certo

Bom, a alternativa (a) pode separar o indicativo de ordem “primeiro” do que de segue: “Primeiro, vamos lá em baixo”

Na (b) há o indicativo de tempo “agora” e a afirmação de horário, neste caso o agora e o horário se afirmam

Então não seria necessária a vírgula

Na (c) você separa o tempo do resto da oração, pode-se colocar vírgula também “Na minha adolescência, você seria uma tortura”

Agora na (d) eu não entendi por que introduziram o ponto e vírgula na questão

por que não mudaram a conjuntura da frase

mas também está correta

e a última (e) você pode colocar a vírgula depois de inutilmente

agora a que acredito estar errada, mas pela possibilidade de não colocar, é a (b)

acho que a questão está um pouco mal formulada

aluno:

Entendi. Não marquei letra C por conta do “agora”, por ser um adjunto adverbial achei que não levaria vírgula

Marquei a letra d…

Mas faz sentido, pois logo após o “agora” vem uma indicação do horário

tutor:

A (d) não está incorreta por que a função do ponto e vírgula é para separar orações coordenadas não unidas por conjunção, que guardem relação entre si

aluno:

Ok

Obrigada

tutor:

Imagina Isabel!

Mais alguma dúvida?

aluno:

Não, por enquanto só essa mesmo

tutor:

Certo então, se precisar, é só chamar

Bons estudos

aluno:

Obrigada

Oi! Uma pergunta

tutor:

Olá kkk, pois não

aluno:

Acha que essa questão é passível de anulação por conta da letra D?

tutor:

Olha, eu acho que seja possível sim, pois ela pergunta sobre emprego de vírgula e inclui um ponto e vírgula na questão, que inclusive tem emprego correto

A menos que, como a resposta talvez seja a (b), eles ignorem a alternativa (d) e continuem com ela em validade

aluno:

Mas não há outra possibilidade de vírgula nessa opção?

Na D

tutor:

“Na adolescência me torturaria; mas sou um homem maduro” ou mantém-se assim, ou “Na adolescência, me torturaria; mas sou um homem maduro”

mas aí você separa o tempo (adolescência) do efeito direto

soa estranho, pausa excessiva

Mas acredito que também não seja incorreto

aluno:

Então é possível introduzir a vírgula nessa opção?

tutor:

Sim

aluno:

Sim…

Ok

tutor:

Enfim, quando sair o gabarito, se quiser voltar a passar pra mim, posso dar uma olhada pra tentar entender melhor

aluno:

Sim

Mas acredito que seja a B mesmo

tutor:

Esse gabarito tem justificativa ou só a alternativa, mesmo?

aluno:

Em todas as opções é possível acrescentar a vírgula, menos a B

Só gabarito

tutor:

Entendi

aluno:

Obrigada novamente!

tutor:

Estou a disposição!

call to action tutor mundi

...

Como identificar a acentuaçã... Como identificar a acentuação de ditongos e hiatos?

• março 19, 2019

aluno:

Antonio, mais uma vez kkkk minha lista de exercícios diz que a palavra “país” e a palavra “raízes” recebem acento pela mesma regra. Mas como, sendo que país é um ditongo e raízes é um hiato?

tutor:

Eai! Kkkk

Vamos com calma, qual regra?

aluno:

Na verdade ele não fala

Quer que eu mande foto do exercício?

tutor:

Melhor…

Hahahaha

aluno:

Eu entendi o “cômico” e o “após”, só que pra mim país e raízes são acentuadas por motivos diferentes

tutor:

Vou ver

Cara, eu concordo com você

Hahahaha

Que estranho

A resposta correta é a letra e?

aluno:

segundo o gabarito sim

hahah

tutor:

Tá subjetivo, pq depende de o que ele considera “mesmo motivo”

aluno:

Bom, vou aproveitar e perguntar para o professor em sala de aula.

Só mais a última dúvida

“podíamos” a separação silábica é po-dí-a-mos e é um hiato?

tutor:

Calma aí, só pra concluir a outra, pra mim, a primeira alternativa seria correta

Por conta da posição da sílaba tônica

aluno:

Mas pelé não seria uma oxitona e “é” um monossilabo?

tutor:

Então, por ser uma monossilaba, você poderia considerar que “está em todas as posições”

Mas enfim, tá estranho, pq raízes fica ra-í-zes

Então, tá errado de qualquer jeito

Sei lá..

aluno:

Talvez seja erro de gabarito ou algo assim. Acontece kk

tutor:

Pode ser…

Bom

Respondendo a outra pergunta

Sim, é um hiato

aluno:

ta, olha só

deixa eu te mostrar uma coisa

tutor:

Ok

aluno:

Hiato é o nome que se dá quando 2 vogais estão juntas porém em sílabas vizinhas

Esse conceito está certo?

tutor:

Sim

aluno:

Então não necessariamente necessita ter uma letra “isolada” na separação silábica?

por exemplo: sa-ú-de é um hiato tanto quanto pi-or?

tutor:

Correio

Correto

aluno:

Porque na minha visão, parece que “pior” seria um ditongo crescente

Acho que entendi o que estou errando. Estou pensando nas letras ao invés do som

Hiato – Dois esforços vocálicos

Ditongo – Um único som. Isso?

tutor:

Cara, existem alguns casos raros que são facultativos

E depende da estética e de como o escritor se sente mais confortável

Também tem uma variação entre PT bra e PT de Portugal

aluno:

Entendi

tutor:

É igual a sua primeira pergunta

Se a letra i não for acentuada

A vogal adjacente, tb não for acentuada

É facultativo

Você encontrou estratégia separado, por isso

Mas cara, eu tomaria muito cuidado com isso

Pode gerar muita confusão

Na dúvida, vale a pena não separar

É bom saber como funciona para questões gramaticais

aluno:

Ta bemm, acho que agora peguei o nexo

tutor:

Sintetizando

Se não tiver acento no i, nem na vogal que tá na frente

É facultativo

Mas usualmente, olha-se a sílaba anterior

Se ela for acentuada, no Brasil vc NAO separa o hiato e em Portugal e outros países da língua português, separa

Entendeu?

aluno:

entendi

vou reler bem certinho pra ficar memorizado

Acho essa matéria bem complicada

tutor:

Show de bola

Sim, tem muita regrinha

Muito detalhe

E no final são poucas questões no vestibular

Mas isso pode fazer a diferença lá no final

É bom saber sempre o máximo possível

Você quer qual curso?

aluno:

Medicina

tutor:

Pois é, mais ainda então! Hahaha

aluno:

hahahaha ta bem Antonio, obrigado pela atenção

valeu msmmmm

tutor:

Magina!

Sempre que precisar, pode chamar!

aluno:

Farei isso!

call to action tutor mundi

...

Como estruturar os parágrafo... Como estruturar os parágrafos de uma redação?

• novembro 5, 2018

aluno:

Preciso de ajuda com o tema da redação “Intolerância”.

tutor:

Olá, Maria

aluno:

Bom dia !

tutor:

Bom dia!

Como posso te ajudar com esse tema?

aluno:

Eu fiz uma redação com esse tema !! mas acho que não ficou boa.

No panorama atual, é notaria a diversidade de raças e etnias presente no brasil, fato explicado por conta das múltiplas influências recebidas de várias partes do mundo, sendo também um grande influenciador, devido a diversidade cultural. A postura de muitos brasileiros frente a intolerância é uma das faces mais perversas de uma sociedade em desenvolvimento. Com isso surge a problemática do preconceito que persiste intrinsicamente ligado à realidade do pais, seja pela lenta mudança social ou pela influência de leis.
Inicialmente, ao seguir a linha de raciocínio de Aristóteles, a poética deve ser utilizada de modo que por meio da justiça, o equilíbrio seja alcançado na sociedade. De maneira análoga, e possível perceber que, no Brasil, a perseguição rompe essa harmonia; haja em vista, que embora esteja previsto na constituição o princípio da isonomia, muitos cidadãos se utiliza da inferioridade para agredir e excluir socialmente pessoas com princípios diferente do seu.
E indiscutível que a questão constitucional e suas aplicações estejam entre as causas da problemática. Conforme Durkheim, o fato social é a maneira coletiva de agir é pensar. Seguindo essa linha de raciocínio, a intolerância se encaixa na teoria do sociólogo, uma vez que a criança vive em uma família com esse pensamento de interioridade, tende de adotá-lo também por conta da vivencia, e assim da continuação do problema.

tutor:

Beleza

aluno:

não estou conseguindo separar os parágrafos

tutor:

Vou dar uma olhada geral

Só um instante

aluno:

Ok

tutor:

Vamos primeiro para a ortografia ok?

depois pegamos os aspectos como coesão

conteúdo

e etc, pode ser?

aluno:

Pode

tutor:

*é NOTÓRIA

na primeira linha

muitos cidadãos UTILIZAM

Bom, de ortografia são poucos os pontos

só uma pergunta o texto já está finalizado?

aluno:

não

falta a conclusão

tutor:

aah bom

🙂

sem problemas, corrigimos até esse ponto

aluno:

Ok

tutor:

encontrei mais um ponto a ser corrigido

surge a problemática do preconceito que persiste intrinsicamente ligado

correto seria: surge a problemática do preconceito que persiste intrinsicamente ligadA

pois é a problemática que está ligadA

Até qual ponto vai sua Introdução?

aluno:

No panorama atual, é notaria a diversidade de raças e etnias presente no brasil, fato explicado por conta das múltiplas influências recebidas de várias partes do mundo, sendo também um grande influenciador, devido a diversidade cultural. A postura de muitos brasileiros frente a intolerância é uma das faces mais perversas de uma sociedade em desenvolvimento. Com isso surge a problemática do preconceito que persiste intrinsicamente ligado à realidade do pais, seja pela lenta mudança social ou pela influência de leis.

tutor:

Legal

ficou bacana construir esse dois aspectos na introdução

assim o leitor já presume que você irá debater a parte legislativa e social!

“Inicialmente, ao seguir a linha de raciocínio de Aristóteles, a poética deve ser utilizada de modo que por meio da justiça, o equilíbrio seja alcançado na sociedade”

Nessa frase eu excluiria o INICIALMENTE

e acrescentaria uma vírgula antes de POR MEIO DA JUSTIÇA

Ao seguir a linha de raciocínio de Aristóteles, a poética deve ser utilizada de modo que, por meio da justiça, o equilíbrio seja alcançado na sociedade

Está tudo bem assim, ou gostaria que eu fosse mais lento e detalhista

?

aluno:

Estou entendendo e modificando. Do jeito que preferir !

tutor:

Excelente!

“muitos cidadãos se utiliza da inferioridade para agredir e excluir socialmente pessoas com princípios diferente do seu”

Nessa frase, além da correção gramatical, temos um pequeno problema

Os cidadãos utilizam da INFERIORIDADE

esta palavra fica um pouco pesada

pois você está inferindo que realmente existe uma inferioridade entre as raças

É compreensível o que você gostaria de expor, porém pode ser uma pedra no sapato para uma banca detalhista

Tente reformular esta parte. Mencione uma pseudo superioridade de certos brasileiros os quais se toram míopes quanto ao julgamento social e corraboram para fortalecimento de preconceitos enraizados em uma falsa sociedade miscigenada

o que achou?

aluno:

Verdade, concordo.

mas em geral oque achou ?

tutor:

vamos lá

o segundo parágrafo ele está inciando de uma maneira não ideal

“É indiscutível que a questão constitucional e suas aplicações estejam entre as causas da problemática. Conforme Durkheim, o fato social é a maneira..”

Eu adicionaria uma conjunção concessiva

Por exemplo: Embora a questão constitucional seja indiscutivél e permeie as causas desse paradigma, o “fato social” também protagoniza essa problemática

Conforme o sociólogo Durkheim, o fato…

e assim vai

o que achou?

aluno:

Realmente ficaria melhor.

tutor:

beleza

agora vamos para o conteúdo

A ideia de trazer a questão constituicional e a social é muito boa

você acertou nesse aspecto

porém, você utilizou um volume maior para a introdução do que para o desenvolvimento dessas ideias

“No panorama atual, é notaria a diversidade de raças e etnias presente no brasil, fato explicado por conta das múltiplas influências recebidas de várias partes do mundo, sendo também um grande influenciador, devido a diversidade cultural”

Quase toda essa parte poderia ser cortada ou minimizada, indo direto ao ponto da introdução

“A postura de muitos brasileiros frente…”

Esse início ficou muito bom, poderia começar assim sua introdução

Quanto aos desenvolvimentos, a utilização de um intertexto com o Filósofo e o Sociólogo foi muito boa, mostra uma defesa de sua crítica

Mas podem ser melhores aproveitados

Não tente ser muito téncnica nesse aspecto

pro exemplo: “a poética deve ser utilizada de modo que, por meio da justiça”

Fica uma frase bem densa para se ler

substitua a palavra poética por algo mais palpável e no nível do tema debatido

aluno:

por exemplo?

tutor:

qual foi seu real objetivo ao mencionar a palavra poética?

aluno:

para chamar atenção

algo diferente

tutor:

isso sim!

Mas digo no texto no sentido de sinônimos

não vejo alguma outra palavra para substituir

poderíamos reestruturar assim:

aluno:

” o contexto deve ser utilizado de modo …

tutor:

Ao seguir a linha de raciocínio de Aristóteles, deve-se por meio da justiça alcançar o equilíbrio dentro da sociedade

não ficou mais claro e apresentou a ideia sem dar voltas?

aluno:

no próximo paragrafo eu utilizo também

”Ao seguir a linha de raciocínio”

não ficaria repetitivo ?

tutor:

verdade

mas podemos substituir por:

Ao analisar o pensamento aristotélico de justiça, deve-se por meio das leis almejar o equilíbrio dentro de uma sociedade..

Beleza?

aluno:

sim,na conclusão eu posso fazer mais uma citação ?

tutor:

Pode sim, mas tente não fazer da citação o sentido o parágrafo

veja se ela se encaixa adequadamente com o proposto

Agora, em geral!

O norte de seu texto é bom, você possui duas ideias de desenvolvimento e possui intertextos que podem corroborar essa proposta

Cotudo, tende diminuir a parte informativa e aumente a parte crítica

isso é um erro muito frequente nos textos

os alunos tendem a escrever muitas informações que absorveram no seu estudo

porém deixam de lado a parte dissertativa

que é o principal e realmente encanta os avaliadores

🙂

aluno:

voltando na conclusão: da ideia de projetos para crianças … e citar Pitágoras Eduquem as crianças e não será necessário castigar os homens

Mas muito bem absorvida seus pontos. 🙂

tutor:

Hmm

não compreendi a sua ideia pra conclusão

Pitágoras está usando como sinônimo de professor?

aluno:

Ex:

”… cabe as escolas focalizar o assunto com criação de projetos, principalmente no ensino fundamental … seguir a ideia dada por Pitágoras Eduquem as crianças e não será necessário castigar os homens…”

tutor:

legal

gostei 🙂

ficará boa sua conclusão

aluno:

Espero que sim 😀

tutor:

Que tal

reescrever, terminar a conclusão

e trazer o novo texto ao Tutor?

aluno:

Farei isso.

Muito obrigada.

tutor:

Fico no seu aguardo!

aluno:

me ajudou muito hoje.

tutor:

Até mais e bom sábado :))

...

Como criar uma tese para red... Como criar uma tese para redação?

• outubro 18, 2018

aluno:

Como criar tese para redação?

tutor:

Olá, Bruna. Tudo bem? Para criar a sua tese, uma boa dica é ler os textos de apoio e, a partir deles, buscar relacionar e formar a sua opinião.

A tese é fundamental na sua introdução, pois ela vai mostrar qual a sua opinião sobre o tema, e te direcionar ao longo do texto.

aluno:

Olá!! Tudo bem sim! Mas oque é bem a tese ?

tutor:

Tese é uma frase, ou um trecho de parágrafo que vai definir qual sua opinião sobre o tema da redação

aluno:

Exemplo vou falar do assunto e se eu não concorda posso falar que é um equívoco

?

tutor:

A palavra equívoco talvez seja um pouco exagerado caso o tema seja de opiniões divergentes, eu não usaria, mas se a sua argumentação que vier na sequência for contundente, você pode usar.

Por exemplo

Se o tema for aborto, no qual as opiniões são bem divergentes, não acho que seja legal usar: a legalização só aborto no Brasil é um equívoco

Ou o contrário

A não legalização do aborto no Brasil é um equívoco

É melhor você dar sua opinião, mas sem contrastar tanto assim o tema

Algo como, a legalização do aborto no Brasil deve ser tratada com cuidado, visto que as clínicas clandestinas no Brasil são um atentado à saúde da mulher

Aqui seria uma introdução da sua tese, caso você seja a favor

Resumindo: se o tema for muito controverso, busque usar palavras menos impactantes, mas não se esqueça de deixar clara a sua opinião

Mas também pode ser que o tema seja mais leve, e você possa usar sem problemas

Tem algum exemplo mais específico pra eu poder te ajudar com a tese?

aluno:

O tema e” família do século XXI “

tutor:

Legal! E como você pretende começar?

aluno:

” o código Civil 1916 consagrou o casamento como a única forma de construção de família, razão pela qual tinha a chamada família matrimonial de perfil, patriarcal, hierárquizado, patrimónializada e heterossexual, mas hoje em dia generalizar esse perfil de construção familiar é um equívoco.”

Oque voce acha ?

tutor:

Eu ia te dar uma Dica, mas você já usou ela

Que seria de falar do passado, como era, e como é hoje

Bom, o começo tá ótimo

No final, posso sugerir (…) no entanto, a construção familiar do século XXI tem lutado por seus direitos, e a quebra de paradigmas dos padrões impostos pela sociedade tradicional mostram que, cada vez mais, a família do século XXI deve ter seus direitos e liberdade social

Você introduziu bem, falando do código civil

E no segundo momento, colocou sua tese

De que a sociedade tá mudando e a família do século XXI deve ter sua liberdade assegurada

Ao longo do texto você pode citar um filósofo, ou até algum pensador moderno

Você conhece Bauman? Ele tem um livro chamado modernidade líquida

Mas ele também trata de outros assuntos sobre a sociedade inclusive a família

É uma ideia…

E no final, na sua conclusão, você vai ter que dar uma proposta de solução

aluno:

Não conheço, mas vou pesquisar sobre !!

tutor:

Aí você pode citar a conscientização da população

Comparar com outros países que já estão mais avançados na questão de liberdade social e da família

Pode citar o governo que precisa se atualizar e melhor o código civil

E com isso você fecha seu texto, fazendo um link com o que você colocou na introdução

Que é o ideal na dissertação

Pesquisa sobre o Bauman sim, ele tem muita ideia bacana, e que encaixa na maioria das redações

Deu pra te ajudar um pouco? rs

aluno:

Demais!!

Muito obrigada! !

Ótima tarde !!

tutor:

Que ótimo

Não precisa de mais nada por enquanto?

aluno:

Por enquanto não !!

tutor:

Muito bem!

Ótima tarde, e bons estudos!

aluno:

Obrigada!

call to action tutor mundi

...

Advérbio e predicado Advérbio e predicado

• setembro 12, 2017

Pergunta enviada: Como identificar um advérbio e um predicado?

Tutor:

Um predicado é o que se fala numa oração sobre o sujeito. Ou seja, para identificar, o primeiro passo é identificar o sujeito da oração, depois tudo o que está além dele é o predicado.

Aluno:

Então um adjetivo é um predicado?

Aluno:

Rafael é bonito.

Aluno:

Sujeito: Rafael

Aluno:

Adjetivo: bonito

Aluno:

Predicado: é bonito

Tutor:

Exatamente! Já um advérbio é uma palavra que não sofre nenhuma variação, e que melhora ou amplia o significado do verbo ou adjetivo. No exemplo em que você citou, se eu dissesse o Rafael é muito bonito, o muito seria um advérbio, pois intensifica o adjetivo bonito.

Aluno:

Obrigada Rafael!

Aluno:

Tenha um bom dia!

call to action tutor mundi

...

Diferenças entre substantivo... Diferenças entre substantivo e adjetivo

• julho 19, 2017

30826614 - young student girl thinking with book on the desk

Tutor: Olá Gustavo

Tutor: Tudo bem?

Tutor: Você tem alguma dúvida específica sobre substantivos?

Aluno: Na hora do texto com substantivo e adjetivo, conseguir perceber qual é qual…

Tutor: Ok, acho que eu sei como eu posso lhe ajudar, para saber a diferença entre os dois.

Tutor: É preciso, em primeiro lugar, estabelecer a diferença entre eles: Substantivos representam uma categoria de palavras que nomeiam seres existentes, animados ou inanimados, reais ou imaginários: computador, lousa, giz, gente, animais, anjo etc., mesmo que seja só na sua imaginação: fantasmas, ar, vento, oxigênio, mula sem cabeça, Deus, beijo etc.

Tutor: Adjetivos são as palavras que representam atribuições de qualidades (boas ou ruins), de espécie, de características, de estado que podem ser dadas aos substantivos ou aos pronomes substantivos. Exemplos de adjetivos: amarelo(a), amargurada, amazonense, argentino, belo, cheiroso(a), estudioso, falante, fedorento, folgada, grande, histórico, malcheiroso, murcho, musculoso, nipo-brasileiro, novo, paulistano, pequeno, verde-claro, velho etc.

Tutor: Ficou claro até aqui?

Aluno: Sim

Tutor: Aqui vai uma Dica para diferenciar substantivo de adjetivo: Se na frase, a palavra lembrar um ser ou objeto, mesmo imaginário, é substantivo; se tiver outra palavra acrescentando informações de qualidades, de espécies, de estado ou de característica a esse ser ou objeto mencionado, será o adjetivo: homem velho, mulher estranha, casa abandonada, vida esquisita etc.

Aluno: Entendi

Tutor: Tem mais alguma coisa que eu poderia lhe ajudar?

Aluno: Não era só isso

Tutor: Bons estudos. Desejo tudo de bom para você. 😊

Aluno: Muito obrigado👍

call to action tutor mundi

...