Anatomia vegetal

32551867_s

Pergunta enviada: Qual tecido do caule fornece a madeira?

Tutor: Bom dia Matheus? Tudo certo?

Tutor: O tecido do caule que fornece a madeira é denominado lenho.

Aluno: Certo, ele é formado pelo cerne?

Tutor: O lenho é dividido em 2 partes principais: o cerne, que é a parte mais escurecida e que, por ser composta de células mortas, atribui-lhe resistência; e também o alburno, que é uma parte mais clara, formada por células vivas e que transporta a seiva bruta das raízes para as folhas.

Aluno: Entendi, agora faz sentido o motivo da questão ter colocado os dois.

Tutor: Este link aqui ilustra bem, caso você queira ter uma noção mais “visual”:

https://djalmasantos.files.wordpress.com/2010/09/01.jpg

Aluno: Outra dúvida que tenho é sobre a função do câmbio

Tutor: Certo! Vamos lá: o câmbio muitas vezes parece ser uma estrutura meio abstrata, mas é relativamente simples de entender a sua função! O câmbio é um tecido meristemático (podemos falar melhor sobre isso depois, caso queira) e a sua função é produzir/dar origem aos tecidos vasculares secundários (como por exemplo o xilema e o floema).

Aluno: Entendi, no caso o meristema seria um tecido de revestimento e, em alguns casos, de reserva de substâncias (como amido e água) certo?

Tutor: Cuidado para não generalizar! Nem todos os tecidos de revestimento e de reserva de substâncias são meristemáticos (zonas de tecidos em que pode ocorrer crescimento). Quanto à reserva de substâncias, estamos nos referindo ao que chamamos de parênquima. O parênquima é o tecido mais abundante no corpo da planta e pode ser encontrado em todos os órgãos vegetais adultos. O parênquima é um tecido meristemático, originado a partir do meristema fundamental. Adentrando aos tipos de parênquima, temos os de preenchimentos, os clorofilianos, os de reserva (que armazenam amido, que você citou), os aquíferos (que armazenam água), entre outros.

Aluno: Nossa, obrigado pela explicação Matheus, irei colar na parede essa diferença kkk

Tutor: Quanto aos tecidos de revestimento, que em sua maioria também são originados de tecidos meristemáticos, temos por exemplo a epiderme e o súber (ou cortiça). Fique atento às suas diferenças! A epiderme é formada por CÉLULAS VIVAS, ACHATADAS E JUSTAPOSTAS. Já o súber é formado por CÉLULAS MORTAS E INFLADAS!

Tutor: Apesar de serem diferentes quanto às características, ambos possuem funções de revestimento!

Tutor: Ficou claro, ou há algum ponto em que as informações ficaram confusas?

Aluno: Ficou bem claro

Aluno: Eu estava confundindo bastante isso na hora de fazer as questões

Aluno: Só mais uma dúvida, a batata inglesa é um tipo de caule e a doce é uma raiz, certo?

Tutor: Sim! As funções de cada estrutura não são tão complicadas assim, o problema mesmo é não confundir os nomes e a localização de cada um!

Tutor: Sim! A batata inglesa é um caule subterrâneo e a batata doce é uma raiz do tipo axial

Aluno: Certo

Aluno: Muito obrigado Matheus

Aluno: Foram sensacionais as tuas explicações

Tutor: Bacana! Que bom que gostou e, sobretudo, conseguiu entender! 🙂

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s