Skip to content
Como se dar bem na prova do Enem ... Como se dar bem na prova do Enem em 2019? Confira as dicas dos nossos tutores – Parte 2

agosto 27, 2019

Está estudando para a prova do ENEM 2019 e não sabe por onde começar? Confira as dicas dos nossos tutores que passaram no ITA, IME, UFSC, UFRJ, USP

Dando continuidade as dicas dos nossos tutores do nosso post anterior, seguem mais conselhos dos nossos feras em Matemática e Física, Henrique Kazuo e Ahmed Khodr.

Temas atuais das matérias que caem na prova do ENEM

Começamos as dicas para a prova do ENEM com nosso tutor Henrique Kazuo que cursa Engenharia de Produção na USP, que mostrou como a prova vem evoluindo ano a ano buscando relacionar diferentes matérias por meio de um assunto em comum. Veja o que ele tem a falar para você:

“Separei alguns temas que podem ser abordados tanto em disciplinas de exatas quanto em temas de redação. Tais temas têm muita chance de serem vistos na prova do ENEM por suas recorrências históricas, pela importância na formação de um estudante de ensino médio e por serem assuntos que estão em pauta nas grandes divulgações midiáticas desde a última edição do exame.

Vale ressaltar que não é altamente necessário que o aluno saiba todos esses temas em sua totalidade, pois a prova do ENEM costuma abordar brevemente um tema e, logo após um ou dois parágrafos de ambientação, cobrar assuntos de ensino médio em sua forma tradicional, sem especificidades do tema.

Entretanto, para a prova de redação, além da recomendação fundamental de manter boas leituras, tais temas, quando lidos e aprofundados pelos alunos, podem angariar notas acima da média quando bem discorridos pelo escritor bem familiarizado com eles.

Abaixo, listo alguns temas e como eles podem ser abordados em matemática, física e redação:

A violência no trânsito brasileiro

Em matemática: O aluno precisa ter conhecimento avançado em aritmética (adição, subtração, multiplicação e divisão) para saber apontar soluções exatas para problema da violência no trânsito, como gastos de tempo, gasto de combustível, cálculo de áreas, volumes e perímetros. O aluno precisa dominar também funções, já que podem ser abordadas questões que envolvem o cálculo de uma variável em função de outra.

Em física: É interessante ter domínio sobre cinemática, já que envolve movimento de corpos: tempo de frenagem, aceleração e desaceleração, distancias percorridas. Em dinâmica, saber calcular bem as forças das colisões, os tipos de colisões, o trabalho realizado. Em termodinâmica, o aluno precisa dominar os cálculos relacionados a energia dos fluidos dos carros.

Em redação: Tema de cunho social e que exalta um problema existente em todo o país: as ondas de violências generalizadas. A violência no Brasil é recorrente em qualquer esfera social, não tem cor, raça ou credo. Em um país onde opositores ideológicos são tratados como inimigos políticos, o sentimento de fla-flu não poderia ser diferente no trânsito.

O Brasil é um dos países que mais geram violência no trânsito, trazendo diversos problemas como: ferimentos, invalidez permanentes, mortes e deterioração das relações sociais. Dados originados por um estudo do O Estadão mostram que mais de 50% dos condutores habilitados em nosso país já passaram por problemas no trânsito. A imprudência, a ignorância e a falta de empatia são os principais fatores que ocasionam os acidentes e as violências observadas no trânsito nacional.

A macrocefalia das cidades e a alta concentração no modal rodoviário são potencializadores do problema, tendo em vista que desde Juscelino Kubistchek as rodovias tiveram mais importância do que os outros modais. Soma-se a isso a falta de fiscalização no trânsito, que deixa uma vasta deficiência na condução nas pistas. O individualismo também é pertinente nesse tema. Viver em sociedade implica, muitas vezes, em o cidadão abrir mão de suas vontades em prol do bem comum.

Porém, tem-se tornado banal cenas, por exemplo, de motoristas em ultrapassagens proibidas, no intuito de se chegar ao destino final com rapidez, mesmo que coloque a vida de outras famílias em risco. Não há, infelizmente, uma solução rápida, imediata e eficaz para esse problema. Podemos, no entanto, citar as propostas de intervenção mais comuns, como uma maior conscientização da população, maior fiscalização, melhorar os centros de formação de condutores (CFC) e promover cada vez mais melhorias no convívio social.

Os desafios ambientais

Em matemática: O aluno precisa dominar conhecimentos de cálculo de áreas e de volumes. Pode ser cobrado também análise combinatória para testar o conhecimento dos alunos. Funções também são importantes para elencar problemas como avanço do desmatamento, uso de agrotóxicos, cálculo de fatores financeiros e entre outros.

Em física: Questões de cinemática, que calculam o avanço das queimadas, questões de óptica, que dissertam sobre os efeitos da luz solar e a falta de sombras causadas pelo devastamento e questões de termodinâmica, que calculam a energia proveniente do sol para a fotossíntese das plantas podem ser abordados com esse tema.

Em redação: Tema altamente popular e de forte impacto nos rumos de um país. Os desafios ambientais vão além das recentes noticias divulgadas pelas grandes mídias acerca das queimadas na Amazônia. Os desafios ambientais do Brasil estão desde os problemas das grandes conurbações das cidades, do descarte inapropriado de resíduos, dos ineficientes ou inexistentes sistemas de coleta de esgoto até o crescimento desenfreado no uso dos plásticos, desde a revolução dos polímeros no século passado.

O aluno precisa ter consciência dos problemas ambientais causados pela potencialização do aquecimento global, das chuvas acidas e das poluições dos rios, dos mares e do ar. Ainda: ter o pleno conhecimento das duas posições antagônicas a respeito da existência ou não da influencia do homem na temperatura e das circunstâncias da terra é interessante e demonstra domínio do aluno a respeito das informações que o bombardeiam cotidianamente através das academias e da mídia.

Saber separar o trigo do joio é essencial: As queimadas em florestas prejudicam o ecossistema local e podem ter influência no regime global. O avanço da agropecuária é prejudicial ao meio ambiente nesse sentido, mas benéfico no abastecimento da população com alimento. Um bom equilíbrio entre preservação ambiental e produção de alimento é fundamental para se obter um desenvolvimento sustentável e eficiente em uma nação. Esse mesmo equilíbrio também é fundamental no que diz respeito a utilização em larga escala de agrotóxicos. As grandes fontes de energia no país provêm de hidrelétricas e, ainda que essa fonte de energia seja considerada verde (água), os impactos ambientais e sociais causados na sua implantação ainda são bastante severas e merecem discussão. As propostas de soluções para esse tema são: maior fiscalização, optar por meios renováveis de obtenção de energia, conscientização no descarte e serviços mais eficientes de coleta e tratamento de esgoto.

Os impactos da inteligência artificial

Em matemática: Progressões aritméticas e geométricas no cálculo do aprendizado das máquinas; aritmética básica no uso de dados e análise combinatória (com probabilidades) na formação de conjuntos.

Em física: Cinemática no movimento de robôs, cálculo de potências, eletricidade necessária para movimentação das máquinas e termodinâmica para uso de maquinário movidos a combustíveis em motores de explosão.

Em redação: Tema de cunho científico e pouco recorrente nas grandes massas de comunicação por ser uma pauta pouco aprofundada por quem não se interessa muito pelo assunto. O mundo passa por mudanças constantes. Tais mudanças foram exponencialmente aceleradas devido as grandes revoluções industriais e científicas que abalaram o mundo nos últimos séculos.

Com a Era Digital (final do século XX), ocorreram muitas transformações no que diz respeito ao trabalho, ao convívio social e aos meios de comunicação. Com a massificação da internet, foi possível ter contato (ainda que distante sociologicamente) com qualquer localidade do planeta que esteja conectado; as informações são mais acessíveis e abundantes e diversos postos de trabalho foram descontinuados e outros emergiram.

Nesse sentido, o uso de inteligência artificial resulta em uma ameaça em potencial à diversos cargos de trabalho e profissões, já que muitos destes podem ser substituídos por robôs programados e, ainda, com alta eficiência e baixa tendência ao erro. A inteligência artificial vai mais além: máquinas artificiais podem ser criadas para conviver ou substituir outros humanos, tendo as mesmas características e serem reprogramáveis de acordo com o interesse do usuário.

A situação aqui pode ser digressiva ao extremo, como são os casos dos episódios do seriado Espelho Escuro(traduzido ao pé da letra) da grande empresa norte-americana começada pela letra N, e diversas outras situações caóticas e desesperadoras podem ser apresentadas. Mas não nos aprofundemos em ficções científicas (ainda são ficções, ainda). Temos que avaliar o que já existe atualmente e o que poderá vir em um futuro próximo: a inteligência artificial é bom e ruim ao mesmo tempo. Bom no sentido de automatizar tarefas e funções, nas comodidades do dia-a-dia, no tratamento de condições médicas. Ruim no sentido de substituir humanos em tarefas profissionais e sociais, no uso e divulgação de dados confidenciais e pessoais e invasões de privacidade. Lembre-se: se você usa um produto e ele é de graça, o produto é você.

Algumas palavrinhas finais…

Caro aluno, na internet você pode buscar pelos temas acima e discutir com mais profundidade cada um deles. O uso do Google nessas horas é uma boa solução para abordar diferentes temas e ler diferentes pontos de vista e, assim, consolidar uma forte base de argumentação para arrasar na redação. Lembre-se, em qualquer site que você procurar, você irá ler outros possíveis temas que podem cair em sua prova. E todos eles tem mais ou menos a mesma chance de serem, de fato, abordados em sua prova. Caberá a você procurar entender um pouco mais sobre cada tema para evitar surpresas durante a prova. Portanto, estude bastante. Você terá sua recompensa e eu, após anos estudando para entrar em uma boa universidade, te garanto: A recompensa é impagável. Bons estudos!

Por outro lado, nosso tutor Ahmed Khodr, que cursa Engenharia Química na UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) veio nos contar um pouco mais sobre o que pode cair na prova do ENEM em Matemática e Física:

A prova do Enem se aproxima e junto com ela a espera pelo grande dia, sabemos disso, é um momento decisivo na vida de todo estudante. Por isso, o importante é se preparar e estudar muito até lá, porém você deve estudar com estratégia e qualidade. E é disso que vamos falar hoje, como otimizar e aproveitar ao máximo seus estudos, mais especificamente na destemida prova de matemática. 

Muitos alunos costumar criar um bloqueio quanto a prova de matemática por diversos motivos e a forma de driblar isso é realizando exercício, tirando dúvidas com seus tutores e revisando. Matemática se não pegarmos um papel e um lápis para colocar a mão na massa, fica impossível de assimilar. 

E você pode estar pensando, que não sabe nem por onde começar, quais os principais temas e qual o estilo da prova. Bom, no Enem, a prova de matemática exige muita interpretação de texto e gráficos, aliada ao conhecimento matemático. Então, vamos trabalhar esses dois pontos até o Enem, realizando exercícios!  

No caso de interpretar o texto para resolver a questão de matemática, uma dica é ler primeiro o que o enunciado pede e depois voltar para o texto, lendo com bastante atenção e marcando as principais informações. 

Interpretar o texto é fundamental, mas é preciso alguns conceitos para resolver o exercício com destreza. Saber toda a matéria que vai cair no Enem é bom, mas é fundamental saber os principais tópicos de matemática, ou seja, as questão que mais caem! Se você fizer muitos exercícios das questões que mais aparecem no Enem, no dia você estará treinado e mais confiante! 

Os principais tópicos que aparecem no Enem são: cálculo de volume, área e perímetro; probabilidade; estatística; função de primeiro e segundo grau e, claro, a famosa regra de três! 

Se você ainda não estudou algum desses tópicos, planeje para estudar antes da prova e se você já estudou, que tal planejar uma revisão com alguns exercícios de cada tema?

Nosso tutor de Matemática e Física, Ahmed, que cursa Engenharia Química

...

Como se dar bem na prova do Enem ... Como se dar bem na prova do Enem em 2019? Confira as dicas dos nossos tutores – Parte 1

agosto 27, 2019

Está estudando para a prova do ENEM 2019 e não sabe por onde começar? Confira as dicas dos nossos tutores que passaram no ITA, IME, UFSC, UFRJ, USP

Sabe aquele momento em que você está estudando para passar naquele curso que você sonha como Medicina, Direito, Engenharia, etc, mas está sem uma referência do que pode cair na prova mais esperada do ano? Fica tranquilo que convidamos nossos tutores das melhores universidades do Brasil para poderem te ajudar a se sair bem na prova do ENEM nesse ano de 2019.

Redação na prova do ENEM

Começamos com nosso tutor Pablo Chagas, que atualmente cursa Engenharia Química na UFSCar. A dica dele é sobre a prova de Redação:

Fala galera! A redação do Enem é sempre uma grande surpresa e é um dos grandes desafios estar treinado para escrever sobre qualquer assunto que possa ser cobrado. No entanto, é sempre bom estar mais preparado e alinhado com alguns assuntos que normalmente são requisitados nesse vestibular.  

Pensando no ano de 2019, o que mais repercutiu esse ano foi o Meio-Ambiente. Tivemos o desastre de Brumadinho no começo do ano, que evidencia como o descaso com a segurança pode trazer uma enorme tragédia social e ambiental, deixando mais de 200 mortos e um prejuízo ambiental incalculável.  

Em julho desse ano, segundo a Global Footprint Network (GFN), atingimos a sobrecarga da Terra no dia 29, ou seja, todos os recursos utilizados do nosso planeta após esse dia não são mais sustentáveis, podendo causar um prejuízo permanente no planeta. 

Além disso, temos repercutindo no mundo inteiro as queimadas na Amazônia. O assunto atingiu um patamar tão grande que líderes de diversos países se pronunciaram a respeito. Atualmente, o incêndio permanece há mais de 2 semanas. 

Estar por dentro desses assuntos é essencial para que se tenha uma segurança ao tratar do tema. Possíveis propostas de solução quando o tema é meio ambiente é o enfoque na fiscalização efetiva de áreas naturais e indústrias, e nas políticas públicas adequadas para conscientização da população, que muitas vezes não possuem conhecimento fundamentado acerca do que ocorre no nosso planeta.

pablo prova do enem 2019
Pablo Chagas, um dos tutores de Redação do TutorMundi

Outra dica bem bacana veio da nossa tutora Azania José, que cursa Medicina na faculdade UNOESTE, e também contou sobre sua experiência com Redação:

“O modelo de redação pedido no Enem é o dissertativo-argumentativo em prosa. O candidato precisa defender essa tese usando argumentos consistentes e concluir o texto com a elaboração de uma proposta de intervenção social que respeite os direitos humanos.

O estilo dissertativo-argumentativo de redação exige que o conteúdo seja coerente com a realidade. Normalmente os temas propostos são assuntos complexos, de impacto nacional. No caderno de prova do Enem o assunto da redação não aparece apenas como um “título” a ser desenvolvido. O tema é determinado por meio de “textos motivadores”, que podem ser trechos de livros, jornais, revistas, publicidades e até mesmo charges e desenhos em quadrinhos. Para seguir o tema corretamente, é importante ler com cuidado esses textos motivadores e, em seguida, desenvolver seu próprio texto. Os textos motivadores não precisam e nem devem ser copiados na sua redação.

Para iniciar seu texto você deve ter em mente os textos de apoio, pois é deles que saem as expectativas da banca. Como assim? Pelos textos de apoio você terá uma ideia sobre o que escrever para agradar os corretores.

1 inspiração: consiste numa frase que te ajudara a desenvolver seu texto e ainda mostrará ao corretor que você tem conhecimento. A frase deve estar relacionada ao tema (pode ser poema, filme, livre, dados estatísticos, música e etc.)
2 comentário da inspiração: para que seu texto não fique solto/ perdido você deve escrever um comentário sobre a frase de inspiração com as suas próprias palavras (ex: uma algoz perspectiva)

3 ponte: essa é opcional e serve para conectar a inspiração ao texto. (Ex: De…. Até….; Assim; Desse modo, Nesse contexto…)

4 volta ao tema: voltar ao tema proposto garante que não haverá fuga de tema. Para fazer isso você vai usar um adjetivo (algoz, absurda, magnifico, …..) que demonstre seu posicionamento e depois você introduz o tema com palavras sinônimas ( alcoólatra= etilista). 5 divisão de tema: nesse momento você dirá o que falara nos desenvolvimentos e o que estiver aqui deve estar presente nos desenvolvimentos (quando o corretor lê a sua redação ele procura nos desenvolvimentos o que for dito na introdução).

6 frase final: essa é uma frase que irá dar o gancho para você iniciar o D1 (desenvolvimento 1) e ainda arrematar sua introdução, ou seja, uma reflexão final sobre sua inspiração.
Os desenvolvimentos sucedem da mesma forma:
7 Conectivo: consiste numa palavra ou frase que liga a introdução ao desenvolvimento (Sob esse prisma, Desse modo, Nesse viés, Nesse interim e etc)

8 referência ao tema: consiste em referenciar o tema proposto colocando seu posicionamento frente a temática (expressar a necessidade de discussão popular e/ ou governamental sobre o assunto)
9 citação: consiste em introduzir o pensamento de um especialista ou dados estatísticos, notícia, entre outros todos voltados ao tema. Para tal você deve antecede-lo com um adjetivo qualitativo.

10 comentário da citação: esse momento é de extrema importância para que sua citação não fique deslocada no texto. O comentário da citação mostra ao corretor que você tem domínio e opinião sobre o assunto.
11 frase final: consiste numa frase que encerra seu raciocínio sobre o assunto discutido nesse parágrafo. Esse item é necessário para que se mantenha a coesão textual.

Conclusão: a conclusão ENEM exige que o candidato proponha uma resolução para a problemática contemplando, quem, como, onde, meios e resultados esperados. Para isso use:

12 conectivo: consiste numa palavra que aponte finalidade (Infere- se, pois, que; Portanto; Infere-se, portanto, que;e etc)
13 volta ao tema: voltar ao tema proposto garante que não haverá fuga de tema. Para fazer isso você vai usar um adjetivo (algoz, absurda, magnifico, …..) que demonstre seu posicionamento e depois você introduz o tema com palavras sinônimas ( alcoólatra= etilista).
14 volta aos desenvolvimentos: nesse momento você usará verbos de expressão para delimitar os desenvolvimentos D1 e D2 respectivamente.
15 defesa: aqui você colocará a frase que se direciona a sua proposta de resolutividade
16 quem: quem deverá executar o plano proposto por você
17 como: aqui você dirá como pretende que sua proposta seja implantada
18 meios: modos para que sua proposta alcance a população nacional 19 desfecho: consiste na resultados esperados
20 frase final: consiste numa frase que encerra sua redação. Será bem visto se você voltar a frase inspiração

Agora veja um exemplo de Redação que pode ser feito sobre Legalização do porte de armas no Brasil, seguindo as dicas passadas acima:



Tema: Legalização do porte de armas no Brasil
Título: Autoprotecionismo sem preparo

(1) Segundo consta na Constituição Federal Brasileira de 1988, todo cidadão tem garantido o direito à segurança pública promovida pelo Estado.(2) No entanto, essa afirmação soa como falácia diante do inexpressivo número de agentes de segurança disponíveis à população, que fica à mercê das leis do crime.(3) Desde a segurança garantida em papel até a eminente negligência do Estado,(4) a legalização do porte de armas, no Brasil,(5) tanto aflora uma acalorada discussão sobre os perigos de armar a população, quanto a real necessidade de fazê-lo.(6) Uma medida de risco considerando a cultura e cotidiano brasileiro pouco familiarizado com o manuseio e letalidade das armas de fogo.
(7) Diante desse sórdido cenário (8) é necessário que seja considerado o evidente risco de desastres desmedidos com o armamento da população canarinha. (9) De acordo com o especialista em violência David Hemenway, baseado em 150 estudos sobre os efeitos das armas de fogo na sociedade, uma arma em casa é utilizada mais frequentemente não contra um invasor, mas contra a própria família. (10) Logo, os riscos superam os benefícios, (11) e o Estado tem o dever e a necessidade de considerar os indicadores de que quanto maior o número de armas em determinada região, maior o índice de violência.
(7) Nessa angustiante conjuntura,(8) há quem defenda maiores facilidades no burocrático e necessário processo para a posse de arma de fogo. (9)– Cabe ressaltar que o porte permite transitar nas ruas com arma, enquanto a posse requer que a arma seja mantida no interior da residência ou local de trabalho do proprietário-. (10) A proposta de legalização do porte de armas em território nacional vai de encontro ao Estatuto do Desarmamento aprovado em 2003 que limita o acesso a armamentos no país. Tal necessidade emerge da insegurança da população diante da mastodôntica e arrebatadora onda de violência que assola a nação. (11) Nesse sentido, é de extrema importância perceber que a nação tupiniquim encontra-se demasiadamente longe de revelar-se um ideal auto protecionista considerando seu total despreparo físico e não menos importante, psicológico
(12) Infere-se, pois, que (13) a (in)consequente permissão para o porte de arma de fogo (14) clama pela lucidez e neutralidade dos representantes do povo brasileiro. (15) Portanto, para que sejam garantidos os direitos dos cidadãos (16) cabe ao Governo Federal (17) liberação suficiente de recursos financeiros (18) destinados a contratação e capacitação do efetivo de segurança: Aprimoramento do arsenal de armas, de viaturas, de carga horária e acompanhamento psicológico. E ainda, ampla divulgação educativa por meio de recursos audiovisuais divulgados em televisão aberta, programas de rádio e outdoors (19) de modo a promover paulatinamente a conscientização da população. (20) Dessa forma, não caberá a sociedade tomar para si o dever que indubitavelmente é do Estado, fazendo valer os dizeres da Carta Magna.
azania prova do enem 2019
Azania José, nossa tutora que manda muito bem em Redação e hoje cursa Medicina

Dicas gerais sobre a prova do ENEM

Nossa tutora Vanessa de Oliveira Cabral, que atualmente cursa Engenharia Civil na UNIFEI (Universidade Federal de Itajubá) trouxe uma abordagem diferente sobre o que pode cair na prova do ENEM, focando mais em temas que podem ser mais amplos, como por exemplo Fake News. Veja o que ela pode te dar de dica sobre o assunto:

Vale lembrar que é um tema muito importante, que tem afetado diretamente as nossas vidas, principalmente pelo meio político com as fake news incriminando uns e outros. Esse assunto pode ser visto também no cotidiano, onde atrizes e atores “morrem” sem terem morrido de verdade, entre outras fake news mais importantes como em eleições que afetam diretamente a popularidade e até mesmo candidatura dos concorrente, como ocorreu no Brasil e nos EUA recentemente. 

O tema tem abertura para aparecer em História por exemplo:

– Como a democracia lida com as fake news e como isso nos afeta diariamente?

Não pode ser negligenciado em Geografia:

– Como começar ou acabar com possíveis guerras criadas por fake news? Como isso pode afetar países que se apoiam ou que estão de lados opostos? Como a população é afetada?

E também tem espaço em Biologia:

– Achar a cura de doenças impossíveis de serem curadas até o momento? Verdades ou mentiras? Como saber no que acreditar?

vanessa prova do enem 2019
Nossa tutora Vanessa, que deu dicas mais gerais e hoje cursa Engenharia Civil

Vale lembrar que além dessas dicas, todo esse acompanhamento pode ser feito com uma aula particular ou tutoria, com alguém que possa te dar o suporte a hora que precisar.

Quer ter mais dicas sobre a prova do ENEM em 2019? Confira nossa parte 2 com os conselhos dos nossos tutores 😉

...